terça-feira, 22 de junho de 2010

Dai a Dunga o que é de Dunga

Triste saber que em muitas igrejas pelo Brasil afora estão celebrando “Missas da Copa”, cantando-se o Hino Nacional antes do Evangelho, pregando-se sobre futebol ao invés de falar sobre a Palavra de Deus, enfeitando-se a igreja com bandeiras, assistindo a Missa vestidos de verde e amarelo e fazendo tantas outras bizarrices, mas esquecendo-se do principal, que a Missa é o Santo Sacrifício de Cristo, perpetuado na história através da Santa Igreja Católica

 Alguns podem achar que no ritmo da Copa, pode ser aceitável enfeitar o presbitério com bandeiras, tocar vuvuzelas durante o ofertório e coisas semelhantes, mas a pergunta que fica é: “Se nem mesmo os fariseus tocaram vuvuzelas ou acenaram bandeiras enquanto Cristo estava a ser açoitado até a morte, porque alguém que diz amá-lo faz algo assim durante a Missa”?

Graças a Deus, em Itapeva não tivemos notícias de desrespeitos dessa proporção, mas basta uma rápida procura na internet para vermos a que ponto chega a soberba humana e a hipocrisia de alguns que ousam se intitular cristãos. 

Certo dia os fariseus perguntaram a Jesus se era ou não permitido pagar impostos a César, e Jesus deu então uma resposta brilhante: “Dai, pois, a César o que é de César e a Deus o que é de Deus". (Mt 22,21). 

Se você, cristão, quer assistir os jogos, pintar sua casa, sua rua, seu cabelo, e participar desse momento de alegria intensa que move toda a nação do nosso “país do futebol”: FAÇA! Mas saiba respeitar os lugares sagrados, e repetindo a passagem acima convém dizer: “Dê a Dunga o que é de Dunga, e a Deus o que é de Deus” – Comemore e participe da torcida brasileira pelo hexa, mas NÃO DENTRO DA IGREJA, por favor!

quarta-feira, 2 de junho de 2010

180 km de congestionamento para o "feriadão"?

 É triste que, num país de maioria católica, à véspera de Corpus Christi, ainda vejamos manchetes como essas nos jornais:


A Grande maioria viaja, e aproveita o feriado do Corpo e do Sangue do Senhor para fazer de tudo, mas esquecem de reservar um tempo para adorá-lo vivo e presente no Sacramento da Eucaristia.

O Feriado de Corpus Christi é Dia de Preceito, ou seja, TODOS OS CATÓLICOS (sem exceção) devem assistir Missa inteira neste dia, o feriado de Corpus Christi não é apenas um "feriadão prolongado" ou simplesmente uma "folguinha" extra, e sim um DIA SANTO DE GUARDA. 

Gostaria de poder fazer uma enquete nesses 180km de congestionamento e perguntar aos católicos que estão presos nesse trânsito aonde eles vão assistir a MISSA INTEIRA à qual têm obrigação no Dia de Corpus Christi mas creio que não seja necessário, haja em vista que nunca vemos procissões com 180km ou coisa parecida nas manchetes.

Só para lembrar aos que pretendem pegar esse trânsito para se divertir e ainda possuem a hipocrisia de se dizerem católicos que a festa de Corpus Christi é a ÚNICA FESTA onde o Corpo de Cristo sai em procissão. Nas outras procissões vemos imagens e símbolos que, embora possuam significado e devam ser veneradas, não podem ser comparadas ao valor da Presença Real e Substancial de Cristo na Eucaristia. 

"Cân. 1247 No domingo e nos outros dias de festa de preceito, os fiéis têm a obrigação de participar da missa; 

O primeiro mandamento da Igreja ("Participar da missa inteira nos domingos e outras festas de guarda e abster-se de ocupações de trabalho")ordena aos fiéis que santifiquem o dia em que se comemora a ressurreição do Senhor e as festas litúrgicas em honra dos mistérios do Senhor, da santíssima Virgem Maria e dos santos, em primeiro lugar participando da celebração eucarística, em que se reúne a comunidade cristã (Catecismo da Igreja Católica §2042)."

Que nos esforcemos para que, em anos posteriores tenhamos procissões de 180km seguindo a Jesus Cristo Vivo e Presente na Eucaristia.